O que é MMN?

Marketing Multinível é a velha e boa publicidade boca a boca, só que
remunerada. Quando se usa um produto e gosta dele, é natural querer falar com os amigos. Se os amigos também passam a usá-lo, não é por causa da publicidade maravilhosa que viram na TV. É porque o produto foi indicado por alguém em quem eles confiam. Se esta industria não precisa investir em publicidade tradicional, pode redirecionar uma parte dos lucros para cada vez mais produzir produtos de melhor qualidade e outra parte para pagar comissões a essas pessoas que indicam seus produtos e assim incentivá-las a indicar cada vez mais pessoas. A idéia toda é muito simples, mas devemos evitar algumas armadilhas. Falo um pouco sobre elas mais adiante no texto, quando falarei também das críticas mais comuns ao MMN.

Por que MMN funciona?

O MMN funciona porque as pessoas preferem utilizar produtos indicados por alguém conhecido que de uma outra pessoa que nunca ouviram falar. Funciona, porque os produtos oferecidos são bons e custam o valor justo. Funciona, porque as pessoas se sentem satisfeitas com o produto e indicam para os conhecidos, que ficam satisfeitos com o produto e indicam para os conhecidos e assim por diante, numa escala exponencial de crescimento. Se o produto não é bom, não é o MMN que vai torná-lo bom. Mas devemos lembrar que nem sempre o que é bom para uns, é bom para outros. Cada um tem seu gosto pessoal e
suas próprias idéias do que é bom para si ou não. Saber mais

A quem se destina o MMN?

Pessoas empreendedoras, que sabem que podem ganhar muito dinheiro com esta alternativa de rendimentos se fizerem dela um trabalho sério e honesto. Apenas inscrever-se em uma empresa que usa o MMN para seu crescimento não faz ninguém crescer. Trabalhar para divulgar os produtos e a oportunidade que a empresa oferece, sim. É preciso muito trabalho e dedicação, mas muito menos trabalho do que, por exemplo, montar uma empresa própria. E com a principal vantagem de poder começar sem investimento inicial. Levando em conta os altos custos necessários para se iniciar qualquer empresa minúscula, não podemos considerar 500€ um “grande investimento”. E na maioria dos casos, é necessário bem menos que isso para se começar no MMN. Deve-se levar em conta nos custos de inicio do negócio o valor do Kit de entrada no sistema, geralmente por menos de 300€ e também algumas coisas essenciais como telefone e panfletos para divulgação, por exemplo.

Nenhum grande investimento é necessário para começar. Pode-se crescer tanto começando modestamente quanto começando “por cima”. O importante mesmo é a consistência das ações.
Devemos ter o espírito empreendedor e o espírito do professor. Precisamos ensinar as pessoas a fazer o mesmo que nós. Precisamos dar o exemplo. Precisamos pegar pela mão e ensinar os primeiros passos, mostrar que tipo de propaganda funciona e que tipo não funciona. Mas ao mesmo tempo mostrar que não somos donos da verdade, que uma coisa que não funcionou conosco pode funcionar com outra pessoa.

Quem deve evitar o MMN?

Quem não acredita em MMN. Quem não gosta dos produtos da empresa. Quem pensa em ganhar dinheiro fácil sem ter que trabalhar.

Quais são as vantagens do MMN?

Possibilidade de ganhos ilimitados. Possibilidade de começar sem grande
investimento inicial. Possibilidade de trabalhar apenas nas horas vagas, sem necessidade de um escritório. Saber mais

Quais são as desvantagens do MMN?

Alto nível de rejeição por parte de quem não conhece. Não apenas por parte destes, mas principalmente por parte dos que “acham que conhecem”. Esta rejeição é criada pelos milhões de pessoas que prometem ganhos ilimitados sem trabalho algum, pessoas que usam as empresas de MMN como formas particulares de pirâmides, querendo ganhar apenas cadastrando mais e mais pessoas, sem se preocupar com a qualidade dos produtos ou com o treinamento de quem patrocinam. Pessoas que obrigam os novos associados a realizar compras astronómicas para permitir a entrada destes em seus “grupos de sucesso”. Tudo isso afasta as pessoas sérias de uma grande chance de sucesso, por simples desconhecimento do todo. A confusão que muitas pessoas fazem quando são apresentadas a uma oportunidade de Marketing Multinível com pirâmides ou correntes financeiras é esclarecida lendo se este artigo escrito pela Profª. Liliana Alves Costa(Mestre em Administração de Empresas, professora universitária e consultora de empresas).

“Com a rápida evolução das grandes tendências atuais, percebemos que nem todas as informações estão ao nosso alcance, no sentido de acompanhar, de forma satisfatória, tal evolução, pois devido a sua grande extensão, alguns empenham-se em focar num determinado assunto ou abranger um conhecimento superficial sobre questões relevantes do mundo atual. Sendo o Marketing de Rede, também denominado Marketing Multinível, uma nova tendência da área de Marketing, pouco foi divulgado ou feito a respeito de um estudo mais aprofundado sobre o mesmo, de forma a torná-lo um assunto de corrente divulgação entre o meio empresarial, acadêmico e social.

Atualmente, este vem se tornando um assunto relevante e de interesse também dos meios de comunicação, ao fato de que dados atuais revelam o seu crescimento e um melhor entendimento sobre a sua forma de atuação, com resultados satisfatórios. Possivelmente pelo não-entendimento da distinção entre pirâmides financeiras e Marketing de Rede, muitas pessoas se referem a ambos como sendo a mesma coisa. Ocasionalmente, isso vem gerando ao sistema de Marketing de Rede problemas quanto a sua imagem devido à percepção que o público passa a ter a respeito deste como empresa inescrupulosa e sem ética. Como o Marketing de Rede é uma forma de venda direta, também conhecido como Marketing Multinível ou venda direta multinível, vem-se comprovando que este é um método altamente eficiente e de sucesso para compensar os revendedores
diretos pela colocação e distribuição de produtos e serviços diretamente aos consumidores.

A WFDSA – World Federation of Direct Selling Associations e as Associações de Venda Direta têm demonstrado, com os códigos mundiais de conduta, o compromisso de seus membros com práticas justas e éticas no mercado. A WFDSA, fundada em 1978, é uma organização voluntária não-governamental que representa globalmente a indústria de vendas diretas como uma federação nacional de associações de vendas diretas (Direct Selling Association ). Existem, atualmente, mais de 50 DASs nacionais que participam da federação, sendo que em 1997 as vendas globais a retalho de seus membros foram estimadas em mais de 80 bilhões de dólares, com o trabalho de mais de 25 milhões de revendedores autônomos.

A WFDSA reconhece a necessidade de condutas éticas no mercado aprovando, em 1994, o Código Mundial de Conduta para a Venda Direta, o qual todas as associações nacionais precisam incluir em seus códigos nacionais e que tráz:
- satisfação e proteção aos consumidores
- proteção aos revendedores diretos
- promoção de competição justa dentro dos moldes da empresa
- representação ética das oportunidades de ganho da indústria

O código é uma medida que visa a autoregulamentação da indústria de venda direta. Não há leis, mas o cumprimento do código requer um nível de comportamento ético que excede requerimentos legais nacionais. Saber mais